Câncer, prevenção e consciência

Câncer é o nome dado a um conjunto de mais de 100 doenças. Como característica principal, o câncer é quando uma das nossas células (unidade microscópica que compõe os nossos tecidos e órgãos) sofre uma alteração e passa então a se multiplicar descontroladamente podendo chegar a invadir outras estruturas do corpo, atrapalhando o seu funcionamento normal.

Como explicado anteriormente, devido a composição das células cancerígenas se aproximarem da composição de nosso próprio corpo, e estar intimamente ligado a ele, os tratamentos para esta doença podem ser tóxicos também para uma série de atividades naturais do organismo. Causando muitos efeitos colaterais.

Devido a amplitude de doenças que se enquadram como câncer, e as diversas possibilidades de locais primordiais para o seu surgimento, é difícil especificar o formato desta doença. Mas é sabido também, que costumeiramente o câncer é de difícil detecção nos seus estágios iniciais, isso quando ele está localizado em tecidos mais internos no organismo, pois costuma ser assintomático. Ao longo do seu desenvolvimento, o câncer pode atingir a corrente sanguínea, entrando em uma fase chamada de metástase, em que as células cancerígenas podem atingir diversos órgãos provocando males sistemáticos e onde o seu controle é muito mais difícil e sua evolução imprevisível.

Felizmente, avanços recentes na medicina vem diminuindo a mortalidade daqueles que sofrem com algum tipo de câncer e aumentando a expectativa de vida, mesmo nos casos em que não é possível curar por completo o paciente, dando a esta doença uma figuração de doença crônica.

Devido as dificuldades enfrentadas pelos pacientes durante o tratamento, a melhor forma de lidar com esta doença é através da sua prevenção e diagnóstico precoce. Segundo o Inca (Instituto Nacional do Câncer) Para prevenir é necessário estar atento aos fatores de risco, e alguns dos principais são: obesidade, tabagismo, uso de bebidas alcoólicas, falta de atividade física, exposição prolongada e sem proteção ao sol, exposição a radiação ionizante ou compostos químicos cancerígenos e hereditariedade.

Como a psicoterapia pode ajudar na prevenção ao Câncer?

Alguns dos hábitos não saudáveis listados entre os fatores de risco podem ter relação direta a demandas psicológicas. O tabagismo por exemplo é uma fuga utilizada por pessoas com questões de ansiedade em seu dia a dia. O abuso do álcool e alimentação desregulada também costumam ser presentes em pessoas com questões psíquicas mal resolvidas, que encontram na alimentação em excesso e no uso de substâncias psicoativas um refúgio das dores de suas rotinas.

A psicoterapia pode ajudar o indivíduo a elaborar as suas questões e eliminar vícios, auxiliando na adoção de um estilo de vida saudável o que previne o câncer.

Estudos recentes também indicam uma relação de aumento do risco de Câncer em pessoas ansiosas e depressivas, condições que afetam o funcionamento do organismo como um todo.

Categories:

Postado por Clínica Holos

Clínica Holos De Saúde e Desenvolvimento Pessoal.

<a href="https://www.facebook.com/ClinicaHolos/">Facebook</a> | <a href="https://www.instagram.com/clinicaholosba/">Instagram</a>