Agende agora a sua consulta por telefone. ✆ Ligue para (71) 3345-4545

A insegurança e o apego

O motivo de um indivíduo viver inseguro vem de muitos fatores da sua vida: o seu histórico, as suas experiências individuais, etc. Mas, o fator mais marcante dos inseguros é o apego.

O apego leva o indivíduo à ter sensações desagradáveis, como o de esperar que o outro produza o que ele próprio não consegue, como necessidades que não foram produzidas no decorrer da sua vida, mas que espera encontrar no outro: valorização, aceitação, afeto, amor, aprovação, e por aí vai.

Esse estado causa uma grande dependência e, com isso, faz com que o indivíduo não se perceba e nem se sinta, já que, sua atenção fica focada para o outro. Então, indivíduo acaba se abandonando e passa a viver as necessidades e a vida do outro sem nem perceber. E assim, faz com que perca a oportunidade de vivenciar o momento presente, evoluir, se sentir capacitado, forte e confiante, ou seja, seguro de si.

O apego não é saudável. O importante é desenvolver sentimentos de serenidade, amizade e paz, respeitando-se em primeiro lugar.

Eleve os seus pensamentos e invista no seu potencial e em si com amor!

Tags:
Categories:

O poder da gratidão

A gratidão é um estado psicológico que permite conectarmos profundamente com o outro e com o mundo ao nosso redor. De origem da palava latina, “gratia” ou “gra-tus” significa graça, graciosidade. É um sentimento de admiração, agradecimento, uma apreciação pela vida e uma profunda sensação de espiritualidade.

Em primeiro lugar, para praticar a gratidão é necessário ter a capacidade de apreciar a nossa própria existência. Depois, é necessário refletir sobre este assunto com as seguintes questões:

  • Do que está grato?
  • O que a vida tem lhe dado que o faz sentir grato?
  • O que toma por garantido na sua vida que aos olhos de uma pessoa de um país subdesenvolvido ou em guerra poderia ver como uma bênção?
  • O que aconteceria se lhe tirassem algo muito querido para si? E o que sentiria?
  • Que experiências teve na vida que o fez sentir feliz por estar vivo?

Muita vezes a resposta está em mudar de perspetiva. A gratidão nos ajuda a ser mais conscientes e mais completos, o que faz a nossa vida ser ainda mais produtiva. É importante pra saúde mental, espiritual e física entender que a vida é um presente que precisa ser tratado com respeito e consideração.

Tags:
Categories:

A disfunsão sexual e a depressão

A Disfunção Sexual é a incapacidade de participar do ato sexual com satisfação. Isso ocorre devido à dor que o indivíduo sente ou ao impedimento em uma ou mais fases do ciclo da resposta sexual, seja ela o desejo, a excitação, o orgasmo ou a resolução, ou seja, quando não consegue satisfação quanto ao seu desempenho sexual.

A causa da Disfunção Sexual é multifatorial. Inclui-se nas causas os problemas psíquicos, principalmente a Depressão, e outras doenças orgânicas. A Depressão, como um dos mais importantes fatores de risco para as dificuldades sexuais, é responsável por boa parte destes dos casos, causando desinteresse pela atividade sexual e, consequentemente, comprometendo o desejo e a incapacidade de sentir prazer.

Uma consulta pode avaliar o tratamento correto a se fazer nesses casos. Esses mesmos tratamentos podem não só melhorar o desempenho sexual, mas também auxiliar no tratamento de sintomas emocionais e físicos, bem como depressivos.

Tags:
Categories:

Don Juanismo: uma compulsão à sedução

Don Juan é um personagem literário símbolo da libertinagem. O indivíduo que sofre da síndrome de Don-juanismo tem uma personalidade que necessita seduzir o tempo todo e, quando aparentemente se apaixona, uma vez que conquista, abandona.

Pessoas com traços de Don Juan não conseguem ficar apegados a uma pessoa determinada, partindo logo em busca de novas conquistas sem ao menos se importar com os sentimentos do outro. A ele, só o que interessa é o instante do prazer e o triunfo sobre sua conquista, e quanto mais difícil, mais interessante ela é.

O narcisismo desses indivíduos é uma das suas características mais marcantes. Eles amam muito mais a si mesmos que a qualquer outra pessoa que venha a conquistar.

Há autores que acreditam que o Don-juanismo é um excesso do complexo de Édipo, ou fixação na mãe, já que muitos deles não constituem família com nenhuma de suas conquistas e acabam vivendo para sempre com suas mães.

Sobre o tratamento, o que realmente pode ajudar esses indivíduos seriam psicoterapias, onde as causas da síndrome seriam buscadas e pesquisadas minuciosamente, a fim de tentar reverter ideias, pensamentos e comportamentos consequentes que deram origem à síndrome de Don-juanismo.

Tags:
Categories:

Você sabe o que Alexitimia?

A Alexitimia é uma perturbação que afeta o processo emocional do indivíduo, resultando na sua incapacidade de expressar emoções e sentimentos através da linguagem.

As principais características dessa perturbação são:
– Dificuldade em identificar e descrever sentimentos;
– Processos imaginativos, espontâneos e de improvisação limitados;
– Dificuldade em falar sobre as sensações sentidas no corpo;
– Estilo cognitivo excessivamente concreto e operacional;
– Baixa auto estima na maioria dos comportamentos.

Sobre as causas da Alexitimia, existem teorias que associam o transtorno a trauma cerebral, defeitos na formação neurológica, influências socioculturais e, principalmente, traumas emocionais ocorridos durante a formação infanto-juvenil, ou mesmo em outras fases da vida.

Tags:
Categories:

O que provoca a Compulsão Alimentar?

A Compulsão Alimentar é um transtorno em que o indivíduo experimenta uma irresistível tendência de comer, mesmo não estando com fome, ingerindo compulsivamente uma quantidade de alimentos maior do que é necessário para o seu organismo, além de ter o costume de “beliscar” com frequência.

Para cada pessoa, o problema da Compulsão Alimentar surge de uma forma, é multifatorial. Ela pode aparecer, por exemplo, em alguns transtornos alimentares como bulimia nervosa e compulsão alimentar periódica, e também, em problemas emocionais como ansiedade e depressão. Há também a possibilidade de algum transtorno no hipotálamo, um regulador do mecanismo de saciedade, ou ser proveniente de uma Bipolaridade e até transtorno de personalidade.

Tentativas frustradas de controlar o peso também podem abrir portas para a compulsão. Com a insatisfação e a falta de controle sobre o próprio corpo, ocorre movimento inverso: a pessoa passa ao uso indiscriminado de alimentos, como forma de resolver estes problemas emocionais.

Não se sinta mal. Estamos aqui para ajudar!

Tags:
Categories:

Receber e dar carinho: tão básico como comer e respirar

O carinho é uma fonte de combustível que nos dá energia para nos relacionarmos com as outras pessoas em harmonia, além de oferecer informações importantes para nós: que somos aprovados, que nos querem por perto, somos aceitos.

Dar carinho é tão importante quanto receber. Ao sermos carinhosos com as pessoas, podemos reforçar nosso amor próprio e a autoestima. Uma característica importante de um indivíduo com falta de carinho é que elas se tornam menos carinhosas, necessitando assim, “recarregar” boas doses de carinho, trabalhando no sentido de passar a viver novas possibilidades de trocas afetivas.

Analisar a forma como a auto imagem possa ter sido danificada por ter vivido sem carinho e treinar novas atitudes é um passo. É importante a prática de dar e receber carinho, com o afeto necessário, temos uma maior capacidade de nos reerguermos diante das dificuldades da vida.

Tags:
Categories:

Freud e o Complexo de Inferioridade

O termo popular “Complexo de Inferioridade” foi criado na psicanálise por Freud, Alfred Adler, para designar o estado neurótico que faz o indivíduo ter o sentimento de insuficiência ou incapacidade para enfrentar a vida e seus problemas.

Esse estado pode ser provocado por vários motivos que podem ser reais ou irreais, como um defeito físico, uma situação econômica ou social difícil, ou pela recordação de um fracasso perante um obstáculo que não foi possível vencer.

A pessoa com Complexo de Inferioridade procura compensar sua insuficiência real ou suposta pela tentativa de sobressair (reação positiva) ou procura vencer seu estado de inferioridade por artimanhas (reação negativa), agindo consciente ou inconscientemente apresentando aos outros características que não possui, o que pode agravar caso o indivíduo seja mal sucedido nessas tentativas de compensação.

Não se sinta mal. Marque uma consulta!

Tags:
Categories:

Quando um amor se torna uma obsessão?

As fragilidades emocionais de um indivíduo podem chegar ao ponto de desenvolver uma grande dependência em relação ao outro, com quem está se relacionando amorosamente.

O indivíduo fragilizado pode ficar obsessivo e, com a clara certeza do sentimento ser amor, acaba confundindo tudo, dando mais força a essa obsessão. A obsessão amorosa é um tipo de neurose histérica, também conhecida como uma psiconeurose de defesa, onde a pessoa afetada é totalmente dependente emocionalmente não de um parceiro, mas da relação obsessiva em si.

E isso não é amor. O amor significa uma troca saudável entre duas pessoas, e quando uma delas passa a se comportar de forma a prejudicar o outro, não fica saudável, não flui.

Este comportamento pode se encaixar em alguns quadros. É preciso a avaliação de um psicólogo para identificar qual transtorno se trata, seja ele TOC – Transtorno Obsessivo Compulsivo, transtorno de personalidade dependente, ou outro. Uma consulta pode esclarecer muito e melhorar o estado emocional desse indivíduo.

Tags:
Categories:

4 maneiras de aliviar a tensão emocional

O estresse emocional acompanha lado a lado o homem moderno. São muitos conflitos, pressão, responsabilidades e variadas razões para que os indivíduos vivam tensos no seu dia-a-dia.

Por isso, separamos 4 dicas para melhorar o estado mental e aliviar a tensão emocional. Confira:

1 – Pratique atividade física!
2 – Tente relaxar de verdade.
3 – Tente estar mais tempo ao ar livre.
4 – Faça uma sessão de aromaterapia.

Com informação, é possível sim ter uma vida mais tranquila e melhorar a sua qualidade de vida. É preciso aprender a não levar tão a sério os problemas. Em primeiro lugar, é necessário pensar sobre a sua saúde, seja ela física, mental ou espiritual.

Marque uma consulta!

Tags:
Categories: