Dia de Combate Mundial à HIV\AIDS : uma contribuição a cerca do tema

A AIDS, Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (acquired immunodeficiency syndrome)É o estágio final da doença provocada pelo HIV, um vírus que causa graves danos ao sistema imunológico. O primeiro momento da epidemia da AIDS se deu em (1981-1984), a primeira notificação no Brasil ocorreu em 1984, crescendo de forma alarmante nos anos posteriores. Associado a epidemia que ocorreu nesse início, surge também a ideia de “grupo de risco”, que seriam grupos específicos mais propensos a serem portadores do vírus. Mas com essa noção também surge a discussão voltada para discriminação a esse grupo de pessoas e questões éticas envolvidas. Já que, ao pensar sobre a questão se tratando de uma doença sexualmente transmissível todos estariam propensos a adquirir o vírus.

A mudança do termo para “comportamento de risco”, trouxe uma responsabilidade maior para o sujeito e para a sociedade em si e, nesse sentido podemos pensar em uma implicação maior frente ao adoecimento.

Informações atuais sobre HIV\AIDS (2019 UNAIDS), indicam que no mundo cerca de 37,9 milhões de pessoas vivem com a doença. Considera-se dado significativo, pois, pode-se pensar com isso na mudança de posição da população com relação ao tema e também na adesão ao tratamento.

Com o diagnóstico de HIV, pode-se manifestar uma desestabilização emocional nesse sujeito, ocorrendo em alguns casos: angústia, medos, agressividade etc. Afinal, o sujeito se depara com algo novo e precisa de tempo para se reorganizar frente ao adoecimento do corpo. Pela incerteza, as vezes, outras vezes pelo preconceito (falta de conhecimento prévio), pelo controle da doença ou por diversos outros motivos os quais irão lhe impor limites, muitas vezes torna-se muito difícil de suportar.

A oferta da escuta psicológica nesses casos, serve como instrumento de construção de novo saber sobre si e a aposta é que o sujeito possa reinventar sua forma de viver.

Tags:
Categories:

Postado por Elimara Abreu

Psicóloga – CRP 03-7906 Especialista em Psicologia em Saúde e Psicologia Hospitalar. Abordagem na Clínica Holos: Psicanálise.