Dicas de como manter um relacionamento saudável

Como você tem administrado a sua vida a dois? Vocês costumam viver constantes momentos de crise ou é possível manter um relacionamento saudável? Viver em harmonia requer renúncias de ambos os lados. Por isso, ter maturidade para resolver os impasses na relação é fundamental.

Embora o amor seja a base que sustenta o relacionamento, existem requisitos fundamentais que devem estar presentes na vida de todo casal para que a união permaneça saudável, como: respeito, compreensão, diálogo e comprometimento. Não basta existir um sentimento, mas, é fundamental saber demonstrá-lo. 

Identifique se o seu relacionamento é saudável

A  forma como você e seu parceiro agem quando estão juntos determina o quão saudável é o relacionamento. Muitas pessoas vivem um relacionamento abusivo, sem se dar conta. Atitudes dominadoras, por exemplo, podem ser confundidas com simples excesso de ciúmes ou proteção. 

Outra forma de perceber que uma relação não vai bem, é quando uma das partes precisa se anular para que a outra se sinta realizada. É certo que em alguns casos alguém precisa ceder para resolver os impasses. Mas, se essa situação é frequente, é melhor tomar cuidado. Veja algumas evidências que podem caracterizar um relacionamento abusivo:

  • Você não tem liberdade de sair sozinho, com amigos ou familiares, ou seus horários são controlados; 
  • Não tem privacidade para usar o celular e nem direito a cadastrar senhas;
  • Você não tem espaço para realizar seus interesses e sonhos, pois precisa viver em função do outro;
  •  A vontade do parceiro sempre prevalece na decisão final.

5 dicas de como manter um relacionamento saudável

Vencer os desafios diários da vida a dois é uma tarefa que exige esforço, cumplicidade e mudança de atitude em situações que emperram a relação. Saiba algumas dicas que podem te ajudar a manter o relacionamento saudável com o seu parceiro:

  • Dialogue – O diálogo é fundamental para acertar os pontos de discordância e expressar o que está sentindo.Tenha cuidado com as palavras. Se expresse de forma clara, não altere o tom de voz desnecessariamente e evite ofensas.
  • Respeite o espaço um do outro – Lembre-se de que vocês não são a mesma pessoa, por isso precisam respeitar a individualidade e privacidade de cada um.
  • Exercite a empatia – Aprenda a se colocar no lugar do outro. Trate seu parceiro da maneira que gostaria de ser tratado. Compreenda suas fraquezas e aceite suas limitações.
  • Não acumule casos não resolvidos – Sempre que houver conflitos, resolva-os o mais rápido possível. Não deixe a mágoa te impedir de ter um relacionamento saudável.
  • Respeite seu companheiro – Toda pessoa tem seus defeitos, manias, gostos, tempo de processar informações. As diferenças precisam ser compreendidas e aceitas.

Cuide-se em primeiro lugar!

Você está feliz consigo mesmo? Muitas vezes as pessoas depositam a esperança de encontrar a felicidade no outro. Mas, antes mesmo de começar uma relação é preciso se sentir feliz com a própria companhia.

Você deve se amar, se cuidar e se valorizar. Não depender do outro para se sentir completo é um sinal de que você é bem resolvido, mas isso não significa diminuir a importância de seu companheiro.

Uma pessoa que ama a si mesma está segura para se relacionar, deixando de lado as cobranças e medos que desgastam o relacionamento. Quando há amor próprio você consegue respeitar seus limites e não permite que seu parceiro tenha atitudes abusivas. Você deve saber a hora de se impor e a hora de ceder.

Então, construa um relacionamento saudável com seu companheiro, buscando conciliar os interesses e resolver qualquer impasse que comprometa a felicidade do casal. Aproveite cada oportunidade de ser feliz!

Sabemos que manter uma relação saudável não é fácil e que momentos de atrito irão surgir. Clique aqui e veja como a terapia de casal pode te ajudar com os conflitos do dia-a-dia.

Tags:
Categories:

Postado por admin

Relacionamentos virtuais: Os perigos do namoro online!
Saiba o que é terapia bioenergética e quais os benefícios desse tratamento!
Conheça os tipos de depressão e suas principais características

Deixar seu comentário

Please enter comment.
Por Favor digite seu nome.
Pro favor digite um e-mail.
Por favor insira um e-mail válido