Agende agora a sua consulta por telefone. ✆ Ligue para (71) 3345-4545

O que um psicólogo pergunta na primeira consulta?

O que um psicólogo pergunta numa consulta? O que é importante conversar durante as sessões? Essas são algumas dúvidas comuns de quem considera começar a fazer terapia. Vamos tratar um pouco sobre essas questões aqui. Acompanhe.

As agitações da mente às vezes nos deixam inertes diante à situações difíceis da vida. Então, é preciso buscar ajuda psicológica para não permitir que o medo, a angústia ou a ansiedade, nos impeça de seguir em frente.

Mas, existem barreiras que podem interferir nessa busca, a começar por uma simples dúvida: o que um psicólogo pergunta na primeira consulta?

Muitas pessoas deixam de buscar ajuda psicológica, por:

  • Vergonha de expor seus sentimentos;
  • Dificuldade em reconhecer suas crises;
  • Possuir a ideia equivocada de que tratamentos psicológicos são para doentes mentais.

O receio do que vai encontrar num consultório, ou mesmo a apreensão em não saber o que um psicólogo pergunta, também pode levar às pessoas a não procurarem por tratamento.

Porém, não cuidar da saúde mental pode agravar o estado emocional e levar a um quadro de estresse, depressão ou ansiedade, ou intensificar uma doença psicológica já existente.

Então, a melhor maneira de vencer a dor é entender o problema e buscar meios de resolvê-lo ou amenizá-lo através da ajuda psicológica.

O que um psicólogo pergunta na hora “H”?

Mas, afinal, o que um psicólogo pergunta na primeira consulta? A princípio ele vai fazer uma sondagem para conhecer quem é o paciente.

As perguntas iniciais geralmente são:

  • Qual a sua idade;
  • Seu estado civil;
  • Se possui filhos ou não;
  • O que você faz da vida;
  • E a mais importante: Por que você está aqui?

Mas, não se preocupe! Não se trata de uma entrevista de emprego. O psicólogo vai te deixar à vontade para falar sobre seus sentimentos e você pode expor detalhes de sua vida apenas quando estiver preparado para isso.

Nas primeiras consultas você pode até ficar um pouco inibido com a ideia de compartilhar a vida com um estranho, mas à medida que o tratamento for sendo realizado, será mais fácil se abrir.

Manter um bom diálogo com seu psicólogo é muito importante. Quanto mais ele souber sobre as questões que te incomodam, mais facilmente poderá aplicar técnicas terapêuticas eficazes para ajudá-lo a enxergar a sua vida por outro prisma.

A importância de buscar ajuda profissional

A família e os amigos são essenciais para a melhora de quem está passando por um conflito ou doença psíquica, embora às vezes, eles criem obstáculos ao tratamento por achar que apenas os loucos precisam de terapia. Por isso, vencer o preconceito gerado pela falta de conhecimento é fundamental para estabilizar sua saúde mental.

O profissional da área de psicologia está apto a ajudar a restaurar a saúde psíquica. Seu papel é importantíssimo, pois ele irá cuidar, acolher e ajudar o paciente a:

  • Se conhecer melhor;
  • Ter novas perspectivas diante dos conflitos;
  • Saber se posicionar e enfrentar as crises;
  • Aprender com as dificuldades e seguir em frente.

O cuidado e a atenção dada ao paciente são possibilitados através das respostas para o que o psicólogo pergunta, porque a fonte de informações que possui a seu respeito, vai ajudá-lo a planejar melhor os métodos e técnicas terapêuticas utilizadas no tratamento. Mas, pode ficar tranquilo, ele conseguirá fazer isso sem ser invasivo.

A Terapia Psicológica

O tratamento terapêutico é indicado para pessoas que sofrem com:

  • O término de um relacionamento;
  • A perda de um emprego;
  • A morte de um ente querido;
  • Sentimento de tristeza profunda; ou,
  • Não encontram sentido para vida.

A terapia geralmente é realizada uma vez por semana, a cada quinze dias ou mensalmente, num período aproximado de um ano, a depender do estado mental do paciente. Em alguns casos, o tratamento é realizado num período maior, de comum acordo entre psicólogo e paciente.

Dentre os tipos de terapia, os principais são:

  • Psicanálise – nessa terapia busca-se entender o passado e funcionamento da mente diante das tensões para tratar o paciente.
  • Psicoterapia – é um processo de autoconhecimento. O psicólogo usa a escuta clínica para gerir os conflitos emocionais. Aqui temos de ter cuidado com a abrangência porque a Psicoterapia é a terapia em si que pode seguir as diversas abordagens aqui citadas (psicanálise, comportamental, sistêmica, etc) Junguiana – busca-se restabelecer a saúde emocional através do resgate do inconsciente.
  • Cognitivo Comportamental – concentra-se no presente para mudar a realidade.

Não deixe de se consultar por vergonha ou medo de exposição. Os psicólogos da Clínica Holos estão comprometidos em ajudar os seus pacientes a resolver suas dores. Conheça nossa equipe e agende sua consulta com o profissional que você mais se identificar.

Tags:
Categories: