Agende agora a sua consulta por telefone. ✆ Ligue para (71) 3345-4545

Cuide-se – Conheça os sintomas de câncer de mama

Muito se fala acerca dos sintomas de câncer de mama, e sobre o autoexame, mas pouco é conversado de fato sobre a doença e suas particularidades. Vamos então, através deste artigo, conhecer um pouco mais sobre essa patologia, os seus principais sintomas, o tratamento, e como prevenir este mal.

Sintomas de câncer de mama e definição da doença

O câncer de mama está entre os mais comuns sofridos pelas mulheres. A doença trata  da multiplicação desordenada e defeituosa das células contidas no tecido mamário, que resulta no aparecimento de um tumor de natureza maligna.

Os sintomas de câncer de mama normalmente não aparecem nos estágios iniciais da doença (ocorrem em raríssimos casos), por isso, a presença do tumor na maioria das vezes é descoberta através do exame realizado com as mãos.

Conforme as células defeituosas se multiplicam, podem surgir os seguintes sintomas:

  • Nódulo endurecido: é percebido algum nódulo endurecido na mama ou próximo das axilas.
  • Escorrimento de secreção no mamilo: pode escorrer algum líquido do mamilo quando pressionado, ou até mesmo sangue.
  • Ferida na mama: a mama possui alguma ferida que não cicatriza e/ou possui mau cheiro.
  • Tamanho irregular das mamas: as mamas apresentam formatos ou tamanhos diferentes do seu normal.
  • Vermelhidão ou inchaço: podem aparecer fortes coceiras em regiões avermelhadas e/ou inchadas da mama.

Autoexame e prevenção

É importante que os sintomas de câncer de mama sejam de conhecimento geral, e não só das mulheres, uma vez que o companheiro também pode ajudar na identificação dos mesmos.

O câncer de mama tem cura, mas a eficácia do tratamento pode variar de acordo com o estágio de desenvolvimento em que a doença é diagnosticada, sendo os meios mais eficazes para detecção deste mal o autoexame, que consiste na palpação da mama de forma periódica, realizada pela própria mulher, um médico ou seu parceiro(a), e na mamografia.

Diagnóstico

Apesar dos exames citados acima serem importantíssimos para um pré-diagnóstico, a existência da doença só poderá ser confirmada através de uma consulta com um mastologista para a realização de exames mais específicos, como a ressonância magnética ou ultrassonografia, e caso a dúvida persista, o especialista recomendará a realização de uma biópsia.

Tratamento do câncer de mama

Após a identificação dos sintomas de câncer de mama e da realização dos exames para diagnóstico da doença, é importante compreender que o tratamento pode variar de acordo com o estágio do câncer. Neste processo delicado, o oncologista indicará um tratamento específico para o quadro do paciente.

Os tipos de abordagens mais comuns são a radioterapia, a quimioterapia e a intervenção cirúrgica para a retirada do tumor. A ordem em que os processos irão ocorrer variará de acordo com cada paciente. Tanto o SUS, quando clínicas particulares disponibilizam esses tipos de tratamento.

No caso de cirurgias, haverá diferenças de acordo com o estágio em que o tumor se encontrar, podendo ser feita a retirada parcial da mama (ou mesmo toda ela), e também a extração dos nódulos linfáticos presentes nas axilas, caso os mesmos se encontrem comprometidos pelo o avanço do tumor.

O câncer de mama tem um efeito devastador na vida das pacientes e de todas as pessoas ao seu redor. Em consciência a essa realidade, o Outubro Rosa foi criado para que as mulheres se lembrem da importância do diagnóstico precoce, e que o autoexame é essencial para prevenir o avanço da doença.

Esperamos que este artigo possa ter te ajudado, e lembre-se: mulher, se toque!
Precisa de amparo psicológico especializado? Conheça nossa clínica!

Tags:
Categories: