Agende agora a sua consulta por telefone. ✆ Ligue para (71) 3345-4545

Como alcançar a felicidade no trabalho?

Muitas pessoas passam a maior parte do tempo útil no ambiente de trabalho. Ao encontrar condições desfavoráveis, é preciso saber lidar com as pressões e solucionar problemas difíceis, sem perder a postura profissional. Mas, como encontrar a felicidade no trabalho diante de tantos desafios?

Você deve sentir prazer naquilo que realiza e reconhecer a utilidade do serviço que desenvolve. A motivação deve fazer parte de seu dia-a-dia. Por isso, esteja sempre disposto a fazer o melhor no seu ambiente laboral.

A primeira pergunta que você deve se fazer é: estou feliz com minha escolha profissional? Se a resposta for sim você está no caminho certo. Só precisa seguir algumas dicas que te ajudarão na caminhada profissional.

10 dicas para alcançar a felicidade no trabalho

Dica 1

Trabalhe na área que você se identifica – quando você faz o que gosta, gera satisfação. Assim, seu rendimento será melhor. O tempo flui naturalmente e você não fica com aquela sensação de que nunca vai conseguir terminar o serviço. Se sentir realizado gera felicidade no trabalho.

Dica 2

Planeje sua rotina – se organizar ajuda a otimizar o tempo de cumprir cada tarefa. Assim você não acumula trabalho e consegue separar sua vida pessoal da profissional. Você pode otimizar o tempo e cumprir tudo que foi proposto, sem se sentir culpado por algum serviço que não pôde fazer.

Dica 3

Mantenha o foco – esteja atento no desenvolvimento de cada atividade. Evite distrações. Além de diminuir as falhas, impede que você gaste energia, tempo e recursos para refazer tarefas. Você irá produzir com mais eficiência e alcançar melhores resultados.

Dica 4

Deixe os problemas em casa – por mais difícil que seja a situação que você enfrenta na sua vida pessoal, trazer os problemas para o trabalho fará com que perca a concentração e não consiga produzir bem. O acúmulo de preocupações pode te deixar estressado e impactar na sua saúde.

Dica 5

Trace metas – você deve buscar a realização através do crescimento profissional. Por isso, invista em si mesmo. Dedique-se a aprender mais sobre sua área, vença os limites. Busque qualificar-se para atingir os objetivos que deseja realizar profissionalmente.

Dica 6

Evite fazer várias atividades ao mesmo tempo – concentre-se em uma atividade por vez. Faça uma lista do que precisa realizar a cada dia, semana, mês. Não adianta querer mostrar produtividade se não desempenhar as funções corretamente. Quando você assume muitas tarefas de vez, sempre acaba deixando de dar devida atenção a uma ou outra. Isso compromete sua eficiência.

Dica 7

Fuja da negatividade – o pensamento positivo é essencial para manter um clima favorável. Pessoas que reclamam o tempo todo causam desgaste emocional para si mesmas e para quem está à sua volta. Se você identifica alguma situação que tem causado desconforto na empresa, tente resolver da melhor forma possível. Ficar se queixando sem tomar uma atitude só aumenta a insatisfação.

Dica 8

Cuide de sua postura – manter uma boa postura te ajuda ter um rendimento melhor e evitar dores no fim da jornada de trabalho.  Faça exercícios de alongamento e pequenas pausas durante o dia para relaxar. Você ficará mais disposto.

Dica 9

Interaja com seus colegas de trabalho – ter um bom relacionamento interpessoal gera prazer em estar no ambiente laboral. Aproveite os intervalos para conversar, conhecer melhor seus colegas. Seja simpático, gentil e solidário. Uma convivência harmônica vai produzir a felicidade no trabalho.

Dica 10

Saiba lidar com os conflitos – conviver com pessoas que possuem opiniões diferentes, tomam atitudes sem ponderar as consequências ou não se preocupam com o coletivo pode trazer conflitos na empresa. Nesses momentos é importante manter a calma e buscar o diálogo para solucionar qualquer situação que interfira na cooperação e impacte nos resultados.

Seguindo todas essas dicas será muito mais fácil ter prazer no ambiente laboral e viver com saúde. Mas se esse conteúdo não for o suficiente, continue a leitura com o artigo “Como combater o estresse do trabalho”.

Tags:
Categories:

A tensão muscular pode ter relação com meu estado psicológico?

Você vive uma rotina agitada? Também é comum ter que administrar o estresse no seu dia-a-dia? Então, possivelmente você já deve ter sofrido com a tensão muscular.

A tensão muscular é uma resposta do nosso corpo aos estímulos externos, como reação  a situações de ameaça à saúde. Ela pode variar de intensidade e costuma afetar mais os músculos ligados à postura (costas, ombros, pescoço), mas pode ocorrer em qualquer parte do corpo.

Se você tem sentido tensão muscular deve procurar atendimento médico, porque apesar de não ser considerado um problema grave, esse mal pode indicar alguma sobrecarga emocional ou os primeiros sinais de uma doença física.

O que é tensão muscular?

A tensão muscular é a contração involuntária do músculo, quando submetido a situação de estresse, causando dor ou prejudicando a mobilidade. Ela ocorre quando o músculo se contrai de forma errada e não retorna ao estado natural de relaxamento.

Quando há uma contratura muscular, a quantidade de oxigênio e de nutrientes são reduzidas na corrente sanguínea. Isso prejudica a atividade muscular, além de provocar dor e fadiga. Nessas condições tanto faz sentar, ficar de pé ou deitar. Toda posição é incômoda, o que dificulta a realização das atividades diárias.

Sintomas da tensão muscular

O corpo pode ser afetado por alguns sintomas em níveis diferentes durante a tensão muscular. Veja quais são eles:

  • Câimbra ou espasmos musculares;
  • Movimento limitado;
  • Dores musculares;
  • Inchaço;
  • Fraqueza muscular, e;
  • Hematomas ou descoloração.

Causas da tensão muscular

A tensão muscular pode ser originada por um problema físico ou psicológico. É muito importante buscar tratamento médico para investigar o motivo, pois esse pode ser o sintoma de uma doença, provocada principalmente por:

  • Estresse;
  • Problemas posturais;
  • Rigidez muscular;
  • Falta de atividade física, e;
  • Esforço excessivo.

Quando a tensão muscular é gerada por razão psicológica, como a ansiedade, por exemplo, pode causar: dor no peito, sensação de cansaço e sufoco, e fraqueza muscular. É importante fazer uso da psicoterapia para entender melhor o problema, aliviar a dor psíquica e conseguir evitar a dor física. Às vezes, há a necessidade de intervenção com medicamentos (ansiolíticos), que irão ajudar a reduzir a tensão.

Tratamentos indicados para tensão muscular

O tratamento indicado para a tensão muscular vai depender do que originou o problema, pois a intervenção vai desde de uma simples correção de postura, aos cuidados com uma doença grave.

O médico irá avaliar as condições do paciente, identificar se há uma doença física ou psíquica, tratar a enfermidade e encaminhar para outro especialista, quando necessário. Alguns tratamentos comuns à contratura muscular são:

  • Acupuntura – nessa técnica os pontos específicos de tensão são estimulados com o uso de agulhas, o que diminui as dores e acalma a mente.
  • Terapia osteopatia – harmoniza os sistemas do corpo com técnicas manuais não invasivas.
  • Massagens terapêuticas – as técnicas de massagem aliviam o estresse e equilibram o estado corporal.
  • Atividades físicas – é importante para evitar o desconforto das dores musculares.

Além de todos esses tratamentos complementares para amenizar os sintomas da tensão muscular, também é importante cuidar da alimentação. É indicado ingerir alimentos ricos em potássio para fortalecer os músculos: banana, morango, melão, amêndoa, alcachofra, abóbora, batata, dentre outros.

Tratamentos alternativos no combate à tensão muscular

Se você quer amenizar as dores de forma mais rápida, pode fazer algumas ações simples em casa mesmo. É possível tratar a tensão muscular com:

  • Banho quente;
  • Compressas de água quente no local atingido de 10 a 15 minutos;
  • Fazer alongamentos;
  • Massagear a região afetada com movimentos fortes e circulares, com o uso de hidratante ou óleo corporal.

O uso de chás também pode ajudar a aliviar o estresse, acalmar o corpo e reduzir os níveis de ansiedade. O chá de camomila por exemplo, é um aliado no combate à insônia e funciona como um anti-inflamatório.

 

Para conhecer mais sobre o transtorno de ansiedade, clique e veja o artigo “Eu tenho ansiedade? Confira os sintomas do transtorno”.

Tags:
Categories:

Preciso desabafar com alguém urgente!

Quantas vezes sua alma já gritou desesperadamente “preciso desabafar” ou “não conseguirei continuar de pé”, mas ainda assim você não buscou ajuda?

Expressar a forma como nos sentimos através das palavras é algo desafiador, pois não depende apenas de termos autoconfiança para expor nossos incômodos, mas necessariamente é preciso encontrar empatia em quem nos ouve.

Em meio aos conflitos diários, principalmente diante daqueles que parecem não ter solução e são “sugadores” de energia, a comunicação é uma das ferramentas mais eficazes para manter uma vida saudável e ter a mente livre das angústias.

Expressar o que pensamos e falar sobre os problemas que nos afligem é uma boa maneira de evitarmos doenças psíquicas ou emocionais como depressão e ansiedade.

Desabafar é benéfico à saúde pois ajuda a:

  • Ressignificar os medos e angústias;
  • Criar novas alternativas para a solução de um problema;
  • Olhar a vida com mais positividade;
  • Diferenciar e redimensionar sentimentos.

Como solucionar conflitos internos?

Existem momentos na vida em que tudo que precisamos é desabafar com alguém, contar com o apoio de pessoas que nos amam. Isso não significa que elas irão concordar com tudo que dissermos ou não irão se opor a determinados pensamentos ou motivações, mas que irão nos ajudar a nortear as situações conflitantes.

Amigos e familiares geralmente são as pessoas mais indicadas à prestar socorro nos momentos de crise. Dizer-lhes: “preciso desabafar”, não soará como sinônimo de fraqueza, mas irá denotar a confiança que depositamos neles, aumentando ainda mais a proximidade, e possibilitando-os a:

  • Nos confortar e confrontar quando preciso;
  • Ouvir atenciosamente;
  • Dar conselhos;
  • Apontar os erros e nos incentivar a seguir em frente.

Toda a demonstração de afeto e compreensão, assim como as “broncas”, são muito importantes para nos ajudar diante dos conflitos internos. Mas, existem casos específicos que não basta apenas contar com o apoio do ciclo de amizade ou dos entes queridos. É preciso buscar tratamento psicológico para amenizar a dor, fortalecer o emocional e solucionar os problemas.

A importância do acompanhamento especializado quando é preciso desabafar

Sem dúvida, quando passamos por aflições, o amparo das pessoas mais próximas faz toda a diferença. Principalmente se eles são capazes de compreender nossos anseios e dar apoio moral em meio aos dilemas da vida. Mas, nem sempre a ajuda oferecida é suficiente. É importante que, para além de ouvir, a pessoa esteja pronta para acolher sem julgamentos.

Existem conflitos que, por mais simples que pareçam, necessitam de intervenção profissional, pois conseguem nos desestabilizar física e emocionalmente. Nesse momento de fragilidade é preciso reconhecer nossa incapacidade de lidar com os problemas e pedir socorro – “Não aguento mais, preciso desabafar urgente!”

Um amigo, um conhecido ou até mesmo um parente, podem e devem oferecer o ombro para chorar e enxugar suas lágrimas, mas o psicólogo ou psicoterapeuta conseguem, por meio da terapia, fazer com que você enxergue os aspectos obscuros. Isso é possível porque esses profissionais dispõem de:

  • Ferramentas necessárias para descobrir a raiz dos problemas que afligem os pacientes;
  • Técnicas para estimular a autoconfiança e impulsionar as pessoas a serem mais produtivas e viverem mais felizes;
  • Conhecimento para entender a mente humana para ajudar a moldar conexões neurais e padrões de comportamento.

Preciso desabafar: a terapia é o local apropriado para isso!

Às vezes, as pessoas deixam de buscar ajuda profissional por temer dividir sua intimidade com alguém que não conhece, ou devido ao preconceito que ainda existe com as pessoas que recorrem ao tratamento psicológico. Mas, a terapia é um espaço ideal para:

  • Abrir os horizontes;
  • Buscar alívio da dor psicológica;
  • Refletir sobre ações e posicionamentos inadequados;
  • Dividir as angústias e frustrações, sem sofrer julgamento;
  • Restaurar a saúde psíquica, abalada pelo estado emocional;
  • Aprender a enfrentar o medo de falar o que sente; e,
  • Estabelecer a comunicação eficaz quando o conflito é gerado pelos relacionamentos interpessoais.

É por meio da fala do paciente que o terapeuta consegue entender os conflitos existentes e oferecer o devido suporte emocional, ajudando-o a superar as crises. Então, se você está envolvido por um turbilhão de emoções que estão causando angústias, procure um terapeuta e converse a respeito.

Leitura indicada: “A psicoterapia pode ser a cura para problemas emocionais

Deseja marcar uma consulta com um dos nossos terapeutas? Acesse aqui: http://clinicaholos.com/agendar-consulta/

Tags:
Categories:

Doenças psicossomáticas – entenda mais sobre elas

O homem é capaz de externalizar as suas emoções de diversas formas. Quando sua saúde psíquica está bem, é possível driblar os desafios diários e sentir-se fisicamente disposto. Mas, se for afetado por alguma das doenças psicossomáticas, passa a sofrer com múltiplos sintomas, que trazem prejuízos à saúde física e mental.

As doenças psicossomáticas são transtornos psiquiátricos, geralmente desencadeadas em situações de alto nível de estresse. Nesses casos, o estado emocional reflete no organismo, impactando negativamente na rotina diária, já que normalmente o paciente sente dores físicas, e tende a se isolar do seu meio social.

Principais sintomas físicos das doenças psicossomáticas

Para que haja um diagnóstico rápido, é importante que você perceba se está sofrendo com os sintomas provocados pelas doenças psicossomáticas. Dentre eles, destacam-se:

  • Sensação de falta de ar e sufocamento, que pode sugerir problemas pulmonares;
  • Tensão e dores musculares;
  • Sensação de dor no peito que pode ser confundida com infarto;
  • Diarreia ou prisão de ventre;
  • Dor e queimação no estômago, enjoo, piora da gastrite e da úlceras gástricas;
  • Crises de dor de cabeça, enxaqueca, alterações da visão, do equilíbrio, da sensibilidade, que podem facilmente ser relacionados à problemas neurológicos;
  • Piora da impotência e diminuição do desejo sexual.

Aspectos das doenças psicossomáticas

As doenças psicossomáticas caracterizam-se pela atribuição de um ou mais sintomas físicos (geralmente quem possui essa doença queixa-se de dor e cansaço extremo, entre outros) sem associá-los à instabilidade emocional. Quando uma pessoa sofre com as doenças psicossomáticas, ocorrem algumas situações em comum:

  • Há sensação real de dor;
  • Ao realizar exames clínicos ou laboratoriais não se encontram evidências que indiquem uma patologia que justifique os sintomas;
  • Normalmente confunde-se os sintomas com os de outras doenças (problemas gástricos, de coração, de pulmão, alergias, etc.);
  • O paciente tem dificuldade de aceitar o diagnóstico, o que dificulta o tratamento;
  • Há uma grande procura por médicos de especialidades diferentes e realização de exames variados.

Principais causas das doenças psicossomáticas

Alguns gatilhos como o estresse, a depressão e a ansiedade, são os principais geradores das doenças psicossomáticas, podendo alterar ainda mais o quadro psicológico em que o paciente se encontra se não forem tratadas de forma adequada.

O estresse

O estresse ocorre quando há aumento do cortisol na corrente sanguínea. Pessoas estressadas sentem sintomas como coração acelerado, respiração curta e aumento da pressão arterial. Ele pode atingir pessoas de todas as idades em diferentes níveis, a depender do meio social em que vivem e das atividades que realizam.

Saiba mais sobre os sintomas e causas do estresse

A depressão

A depressão é o estado de profunda tristeza em que a pessoa se encontra, onde o desânimo e o cansaço extremo são bastante evidentes. Ocorre quando há diminuição da serotonina, um neurotransmissor ligado ao bem-estar. Fisicamente, pessoas depressivas apresentam baixa imunidade e problemas inflamatórios.

Veja 6 sinais para identificar a depressão

A ansiedade

A ansiedade é um distúrbio causado pelo excesso de preocupação, de tensão e de medo em relação às pressões diárias no âmbito familiar, profissional, social ou financeiro ou antecipação exagerada de problemas futuros. O pessoa ansiosa tem nervosismo constante, insônia, problemas de concentração, dor no peito, respiração ofegante, entre outros sintomas.

Confira os sintomas do transtorno de ansiedade

Tratamento para doenças psicossomáticas

As doenças psicossomáticas podem se apresentar em diferentes níveis e intensidades a depender do histórico de vida do paciente diagnosticado, do meio em que está inserido e das relações interpessoais que estabelece, da visão de mundo que possui e principalmente da visão que tem sobre si mesmo.

Por se tratar de uma doença que atinge o estado psíquico, é imprescindível que haja o acompanhamento por um profissional da área da saúde mental, apesar do diagnóstico também poder ser realizado por médico clínico, pois o psiquiatra, o psicólogo ou psicoterapeuta estão mais aptos a indicar e promover ações que possam minimizar ou sanar as doenças psicossomáticas. Diante do grau de instabilidade emocional do paciente, o especialista da área deve indicar o tratamento mais adequado para cada caso, como:

  • Atendimento psicológico;
  • Psicoterapia;
  • Acompanhamento com psiquiatra, que pode indicar antidepressivos ou ansiolíticos;

Entre os tratamentos indicados, o atendimento psicológico é mais eficaz ao combate das doenças psicossomáticas, uma vez que o psicólogo atua de forma precisa para a melhora do convívio do paciente consigo mesmo e com o todo.

Se você tem dúvidas sobre estar sofrendo com as doenças psicossomáticas, não há melhor atitude que procurar um profissional para chegar a um diagnóstico preciso. Não espere mais para resolver algo que te incomoda tanto. Agende uma consulta, apenas a primeira, e converse sobre tudo que te aflige. Com certeza esse é o primeiro passo que te levará à paz interior.

Tags:
Categories:

O estresse causado pelo trânsito

Quem vive em grandes centros urbanos tem que lidar quase que diariamente com diversas situações no trânsito. Seja a atrapalhada de outros motoristas, uma moto, a fechada de ônibus ou os enormes engarrafamentos. Acontece que essas situações, somadas ao cansaço ou à preocupação, muitas vezes cria uma situação estressante que pode ser estendida.
Isso faz com que o número de pessoas estressadas no trânsito e que levam esse estresse pra casa cresça cada vez mais. O estresse passa, então, a ser considerada uma síndrome contemporânea que virou moda. Isso mesmo, muitas pessoas acham que se sentir estressado é completamente normal, mas não é.
O estresse é um tipo de mecanismo de defesa do corpo causado pelo aumento do hormônio cortisol, que normalmente é estimulado por alguma situação ou por um acumulo delas. Porém, essa síndrome pode causar diversas reações no corpo, como aumento dos batimentos cardíacos e da pressão arterial. Além disso, pode ser a porta de entrada para distúrbios psicológicos mais graves.
Quando o estresse alcança a fase de exaustão, há uma queda na imunidade, tornando o corpo mais propicio ao surgimento de doenças como hipertensão, infecções, depressão, ansiedade, caspa, obesidade, etc.
Por tanto, por mais que em algumas situações seja extremamente difícil controlar o estresse, devemos buscar um escape em outros tipos de atividades. Pode ser atividade física, meditação, yoga, técnicas de respiração e várias outras. Caso essa síndrome venha a se agrava, é recomendo a ajuda de um psicólogo para ajudar no tratamento.

Tags:
Categories:

As causas e sintomas do estresse

O estresse é uma condição pscico e fisológica que atinge pessoas de todas as idades em diferentes níveis. Apesar de ser considerado como algo natural que acomete a todos nós, é importante identificar suas causas e sintomas, para então buscar o melhor tratamento.

O estresse está relacionado diretamente com o aumento de cortisol na corrente sanguínea. O cortisol é um hormônio da família dos esteroides que está diretamente envolvido na resposta ao estresse. Por isso, quando se identifica um índice acima do normal de Cortisol no sangue, conclui-se que você está passando por uma situação estressante.

Esse aumento de cortisol e, consequentemente, estresse, pode gerar diversas consequências no organismo. Além de afetar a mente, o estresse pode levar a diversas reações, como dores de cabeça, infecções, úlcera, derrame, herpes, crises de pânico, enfarte, hipertensão, ansiedade e outros.

Para que sintomas mais leves não desencadeiem problemas como esses, é importe que se identifique o que ocasionou o estresse. Entre as causas mais comuns estão:

– Problemas no Trabalho, como cobranças, horários, pressões, amaças, etc.
– Dificuldade de se relacionar com amigos ou familiares
– Problemas conjugais.
– Má desempenho no trabalho ou escola
– Falecimento de entes queridos
– Ruídos e sons altos e prolongados.
– Mudança de ambiente ou alguma alteração na rotina.

Além disso, cafeína, álcool e tabaco podem causar ou intensificar os sintomas de estresse.

O estresse, normalmente, debilita o sistema imunológico e isso torna o corpo mais vulnerável a doenças, alergias e infecções. No entanto, o estresse é um sentimento normal e pode, inclusive, aumentar o desempenho no trabalho, porém, é mais que importante cuidar do sintomas antes que eles se intensifiquem.

Algumas das opções para controlar e eliminar o estresse são praticar exercícios físicos, para liberar endorfina e elevar o bem-estar, e consumir chás e alimentos com propriedades calmantes. Caso o estresse esteja impactando além do normal na sua vida, recomenda-se consultar um especialista para avaliar a necessidade ou não do uso de medicamentos.

Tags:
Categories:

4 maneiras de aliviar a tensão emocional

O estresse emocional acompanha lado a lado o homem moderno. São muitos conflitos, pressão, responsabilidades e variadas razões para que os indivíduos vivam tensos no seu dia-a-dia.

Por isso, separamos 4 dicas para melhorar o estado mental e aliviar a tensão emocional. Confira:

1 – Pratique atividade física!
2 – Tente relaxar de verdade.
3 – Tente estar mais tempo ao ar livre.
4 – Faça uma sessão de aromaterapia.

Com informação, é possível sim ter uma vida mais tranquila e melhorar a sua qualidade de vida. É preciso aprender a não levar tão a sério os problemas. Em primeiro lugar, é necessário pensar sobre a sua saúde, seja ela física, mental ou espiritual.

Marque uma consulta!

Tags:
Categories: