O que é FOMO?

Cerca de 70% da população mundial sofre atualmente deste mal, que é típico dos novos tempos. FOMO, que é a sigla de “fear of missing out”, significa medo de ficar por fora. Um exemplo clássico é o sujeito que checa mensagens no celular no cinema, levando ao tique do ‘clique para atualizar’. Ele não pode, não consegue ou não quer ficar desconectado pela eternidade da duração do filme.

Na verdade, há várias acepções para a palavra. Por exemplo, no site Urban Dictionary, ele define “FOMO” como o medo de perder – ou a perda propriamente dita – de algo interessante, importante ou mesmo divertido, como uma simples piada. Assim, dá para dizer que um indivíduo é FOMO por ainda não ter Gmail. Ou que foi um baita FOMO você não ter sido chamado para uma festa. Ou ainda que, apesar de exausto, você tem de ir a um show, por uma questão de FOMO.

Como se vê, podem haver infinitas questões de FOMO íntimo. Caso necessário, procure ajuda. O autocontrole é o termo para a pessoa que estiver sofrendo problemas relacionados ao fenômeno. O grau de intensidade do “FOMO” tem hoje a internet como uma grande aliada aos usuários, mas a dependência de internet é comportamental, como a de sexo, de jogo e a de compras. Caso o autocontrole não funcione, o ideal é procurar algum tipo de terapia.

O profissional é quem pode indicar um eventual tratamento psiquiátrico complementar, com medicação, se for o caso. O objetivo tem de ser o equilíbrio…

Tags:
Categories:

Cromoterapia: as cores que curam

Parece uma novidade, mas manuscritos chineses, egípcios e hindus mostram que a cromoterapia é uma técnica conhecida desde a antiguidade. Hoje, ela é utilizada como um tratamento holístico ou alternativo de alguns distúrbios e doenças como anemia, ansiedade, etc., mas o objetivo principal da cromoterapia é a regularização do nosso estado físico, mental e emocional.

O vermelho é usado para estimular o corpo e a mente e para aumentar a circulação.
O amarelo estimula os nervos e que pode purificar o corpo.
O laranja é utilizado para curar os pulmões e para aumentar os níveis de energia.
O azul é empregado para acalmar as doenças e tratar a dor.
Os tons de índigo são usados para aliviar problemas de pele.

A psicologia da cor está presente na arte, no marketing, no design e em muitas outras áreas que procuram se comunicar e conseguir uma reação das pessoas. Existem várias formas de melhorar a saúde e qualidade de vida. Se consulte!

Tags:
Categories:

A disfunsão sexual e a depressão

A Disfunção Sexual é a incapacidade de participar do ato sexual com satisfação. Isso ocorre devido à dor que o indivíduo sente ou ao impedimento em uma ou mais fases do ciclo da resposta sexual, seja ela o desejo, a excitação, o orgasmo ou a resolução, ou seja, quando não consegue satisfação quanto ao seu desempenho sexual.

A causa da Disfunção Sexual é multifatorial. Inclui-se nas causas os problemas psíquicos, principalmente a Depressão, e outras doenças orgânicas. A Depressão, como um dos mais importantes fatores de risco para as dificuldades sexuais, é responsável por boa parte destes dos casos, causando desinteresse pela atividade sexual e, consequentemente, comprometendo o desejo e a incapacidade de sentir prazer.

Uma consulta pode avaliar o tratamento correto a se fazer nesses casos. Esses mesmos tratamentos podem não só melhorar o desempenho sexual, mas também auxiliar no tratamento de sintomas emocionais e físicos, bem como depressivos.

Tags:
Categories:

Você sabe o que Alexitimia?

A Alexitimia é uma perturbação que afeta o processo emocional do indivíduo, resultando na sua incapacidade de expressar emoções e sentimentos através da linguagem.

As principais características dessa perturbação são:
– Dificuldade em identificar e descrever sentimentos;
– Processos imaginativos, espontâneos e de improvisação limitados;
– Dificuldade em falar sobre as sensações sentidas no corpo;
– Estilo cognitivo excessivamente concreto e operacional;
– Baixa auto estima na maioria dos comportamentos.

Sobre as causas da Alexitimia, existem teorias que associam o transtorno a trauma cerebral, defeitos na formação neurológica, influências socioculturais e, principalmente, traumas emocionais ocorridos durante a formação infanto-juvenil, ou mesmo em outras fases da vida.

Tags:
Categories:

Terapia Sistêmica: o que é?

A Terapia Sistêmica é um tipo de terapia que compreende o indivíduo nas relações com os seus sistemas, sejam eles familiar, escolar, trabalho ou a comunidade em que vive ou participa.

É uma terapia indicada para todas as pessoas, de qualquer idade, e que esteja em sofrimento emocional (psíquico), com dificuldades ou conflitos. Essa terapia pode ser de forma indivudual, casal ou familiar, e propõe uma intervenção intensa, por tempo ilimitado, buscando modificar o padrão de relacionamento.

Na terapia sistêmica, o paciente analisa seus padrões de interação e reações automáticas, que só é possível através da análise da sua própria individualidade, poderes e responsabilidades.

Tags:
Categories: