Agende agora a sua consulta por telefone. ✆ Ligue para (71) 3345-4545

Relacionamento Abusivo: o que é e como sair dele

O relacionamento abusivo caracteriza-se como uma forma de violência psicológica e/ou física, na qual, na grande maioria das vezes, há uma certa dificuldade da pessoa agredida reconhecer tal tipo de violência, em especial quando existe a “naturalização” da agressão.

Para muitas pessoas, a violência só é caracterizada quando há agressões físicas, desconsiderando outras formas de violência como a verbal e a psicológica. Para além disso, é importante apontar que o relacionamento abusivo pode ocorrer em vários âmbitos, como, por exemplo:

  • Conjugal: marido X esposa;
  • Escolar: professor X aluno;
  • Empresarial: empregador X empregado;
  • Familiar: pais X filhos, irmão x irmão; e,
  • Nas amizades.  

Identificar um relacionamento abusivo não é simples, principalmente por suas características sutis e ainda naturalizadas pela sociedade. Um dos indicativos, por exemplo, pode ser  a forma desconfortável como você se sente em relação a tal pessoa ou a tal situação.

As relações de poder e submissão são caracterizadas geralmente, quando há entre a vítima e o agressor um grau de dependência emocional, financeira ou social.

A culpa é um dos sentimentos mais recorrentes que podem assombrar as vítimas de relacionamento abusivo, pois quase sempre o agressor costuma internalizá-la na vítima, desqualificando-a, destruindo sua autoestima e aos poucos aniquilando o lado saudável da vida psíquica da pessoa agredida.

Como deixar de viver um relacionamento abusivo?

Para as vítimas de relacionamento abusivo, o mais importante é identificar o abuso em si como violência. Após, reconhecer que a culpa não é sua, e que não há futuro saudável na relação da forma como ela se dá. Este ciclo de violência pode amplificar crenças sabotadoras na vítima, as quais podem dificultar ainda mais sua saída desta relação.

Ações de apoio podem e devem ser tomadas como suporte para libertar-se de uma vez por todas de um relacionamento abusivo, tais como:  

  • Busque uma rede de amparo: familiares e amigos são sempre importantes neste momento em que você precisará de amparo emocional.
  • Procure ajuda profissional: o acompanhamento psicológico é fundamental  visto que auxilia na identificação do problema, no restabelecimento da autoestima e autonomia do indivíduo.
  • Recorra ao amparo legal: ao denunciar, os órgãos competentes lhe orientarão sobre quais medidas serão necessárias, com o fim de preservar a sua integridade.

Agressores têm necessidades de poder e controle, e podem em alguns momentos demonstrar pequenas mudanças para obter algum ganho futuro. Observe suas ações e haja sempre que necessário.

Consegue identificar alguma característica de relacionamento abusivo na sua vida ou na de alguém próximo? Não deixe de compartilhar este artigo.

Leitura indicada: “Saiba porque fazer terapia pode ser a melhor solução!”

Tags:
Categories: