Agende agora a sua consulta por telefone. ✆ Ligue para (71) 3345-4545
A psicanálise em tempos de carnaval

A psicanálise em tempos de carnaval

Com o passar do tempo, na vida adulta, assumimos certos compromissos, construímos uma identidade e tememos o olhar do outro. Somos cobrados o tempo todo, mas no carnaval tudo fica diferente.  As pessoas liberam os mais profundos e secretos desejos dando voz a emoções e impulsos escondidos.

No fim de semana de carnaval é permitido fantasiar. Segundo Freud, a fantasia é o substituto do que é o brincar para a criança, sendo que enquanto a criança exibe seu brinquedo, o adulto inibe suas fantasias.

No carnaval, as pessoas esquecem os problemas e dificuldades rotineiros e podem desfrutar de puro prazer e euforia. O carnaval abre alas no palco real da vida, admitindo a fantasia falar mais alto. Para as psicanalistas, a fantasia atrai o olhar do outro, faz chamar atenção. Há tanto prazer e felicidade em curtir este momento que desejo e realidade se misturam por isso, o inconsciente pode fluir sem extrapolar os limites da sociedade e de nossas cobranças pessoais.

As máscaras tomam o lugar das nossas aparências sociais, porque com os ornamentos nos disfarçamos ou nos revelamos podendo brincar sem medo independente de sermos lembrados no dia seguinte.

Mas, não exagere na curtição, costuma-se dizer que o superego é solúvel em álcool e ao renascer das cinzas todos voltam a sambar ao som da batucada das aflições do cotidiano.

Tags:
Categories:

Eu tenho Déficit de Atenção?

O TDAH, transtorno do déficit de atenção e hiperatividade, é um transtorno de causa genética que surge na infância e, provavelmente, acompanhará o indivíduo por toda a sua vida. Você já parou para se questionar se tem o Déficit de Atenção?

Os portadores do TDAH se percebem muito desligados, não conseguem prestar atenção em algo durante muito tempo e tem dificuldade de aprender, as vezes até pensam na possibilidade de terem algum retardo mental. Também tem muita dificuldade de se concentrar durante a leitura, relê o mesmo parágrafo várias vezes e quando o livro está chato, se distrai muito. Outra característica comum são os pensamentos sem freios a ponto de não lhe deixar dormir.

Mas, é importante e preciso verificar se o quadro é de stress ou se é reincidente para se pensar na possibilidade de TDAH. Por mais que esse transtorno possa gerar alguns prejuízos com a desatenção, inquietude e impulsividade, é possível, através de estratégias, conviver com ele. O caminho terapêutico da medicina seria a medicação e o da psicoterapia seria o trabalho no sentido do desenvolvimento de novos comportamentos que minimizariam as consequências do transtorno.

Tags:
Categories:

Será que estou com depressão?

Reconhecer o momento certo de buscar ajuda profissional para identificar o quanto antes se os sentimentos negativos não são uma simples tristeza é de extrema importância para a melhoria da saúde mental e da qualidade de vida do paciente. Através de algumas perguntas que o profissional faz, é possível auxiliar no diagnóstico precoce. Alguns exemplos são:

1. Tem pouco interesse ou pouco prazer em fazer as coisas?
2. Sente-se ‘para baixo’, deprimido ou sem perspectiva?
3. Tem dificuldade para dormir, permanecer dormindo ou dorme mais do que de costume?
4. Sente-se cansado ou com pouca energia?
5. Tem falta ou excesso de apetite?
6. Sente-se mal consigo mesmo ou acredita que é um fracasso, ou que decepcionou sua família ou você mesmo?
7. Tem dificuldade para se concentrar em atividades simples, como ler jornal ou ver TV?
8. Apresenta lentidão para se movimentar ou falar, a ponto de outras pessoas perceberem? Ou, ao contrário, está tão agitado ou inquieto que fica andando de um lado para o outro muito mais do que de costume?
9. Pensa em se ferir de alguma maneira ou acredita que seria melhor estar morto?

A psicoterapia aliada a medicamentos são necessários para recuperar a funcionalidade do paciente e ele volte a sua capacidade plena de atuação, como retornar ao trabalho, reassumir hobbies ou resgatar relacionamentos pessoais. Fique bem! Marque logo uma consulta.

Tags:
Categories: